2017 será um ano difícil para os recursos de inovação

06/12/2016

O presidente da Financiadora de Estudo e Projetos (Finep), Marco Cintra, alertou que 2017 será um ano difícil do ponto de vista de concorrência orçamentária para aportes em políticas públicas e estratégias. A avaliação foi feita durante a última a reunião de líderes da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) na sexta-feira (2), em São Paulo.

“O grande desafio em torno de políticas públicas hoje é como preservar os recursos já disponíveis, que estão em franco processo de diminuição ao longo dos anos e como administrar instrumentos novos”, observou Cintra. “As principais metas de investimentos estão em torno da atração de recursos privados em inovação, apoio à empresa de menor porte, retorno de recursos para apoio a novas ações e que o Estado assuma maior nível de risco em prol da inovação”, completou.

“A inovação é o principal caminho para a competitividade de todos os setores econômicos, não só da indústria. Temos procurado fazer conexão com institutos estrangeiros, trazer tecnologia para o Brasil”, afirmou Robson Braga de Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Por isso, como sempre, a F. Iniciativas apoiará seus clientes para conseguir as linhas mais adequadas de financiamento da inovação. Caso queiram saber como funciona nossa consultoria, entrar em contato conosco.

Fontes: Finep e Agência Gestão CT&I