Banrisul abre edital para financiar até 150 startups com R$ 30 milhões

23/06/2022

O Banrisul lançou nesta segunda-feira (20) um novo edital para financiar startups e empresas inovadoras via Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), com funding de R$ 30 milhões e cinco linhas de crédito da modalidade Inovacred. A primeira etapa do projeto foi lançada em evento no Instituto Caldeira, em Porto Alegre, com a meta de beneficiar até 150 empresas, com faturamento anual inferior a R$ 90 milhões.

O presidente da instituição, Cláudio Coutinho, afirma que este movimento faz parte da estratégia do banco de captar projetos de startups, especialmente gaúchas, com foco em viabilizar acesso ao crédito por meio da Finep.

“Vamos trabalhar com recursos equalizados, em um mutirão que envolverá a análise de cada projeto inscrito, de forma customizada. Os investimentos poderão viabilizar, por exemplo, a contratação de desenvolvedores, aquisição de equipamentos, consultorias e convênios com instituições de ciência e tecnologia, laboratórios e universidades”, diz em nota.

De acordo com o diretor de crédito do Banrisul, Osvaldo Lobo Pires, os projetos poderão, ainda, contemplar o desenvolvimento de produtos, processos ou serviços, bem como o aprimoramento dos já existentes, inclusive nas áreas organizacional e de marketing.

“É uma oportunidade de fomentar o ecossistema de inovação e permitir que muitas startups alcancem um novo patamar de competitividade no Brasil. Esse edital oferece vantagens únicas, como taxas atrativas e longo prazo para pagamento”, destaca.

As inscrições devem ser feitas pelo site do Banrisul até 30 de julho. Os projetos selecionados serão conhecidos em 31 de agosto. As empresas também precisarão passar pelas etapas de análise, aprovação do crédito e contratação, não contempladas no edital. As garantias deverão ser apresentadas após a etapa de seleção dos projetos, respeitando a política de crédito do Banrisul. As operações contarão, ainda, com a garantia complementar do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI), no percentual de 80% do valor do financiamento.

Fonte: Valor Econômico