BNDES: Brasil tem tecnologia e capital natural para liderar bioeconomia

15/04/2021

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, disse, na noite desta terça-feira, 13, que o Brasil tem toda a tecnologia e o capital natural para liderar no mundo a economia verde. O banqueiro participou da Brazil Conference at Havard & MIT 2021, no painel “Brasil – A Potência da Bioeconomia”.

De acordo com ele, o Brasil e o mundo vão sair da atual crise com aspectos transformacionais. “A desigualdade aumentou (com a Covid-19) e o mundo passa a valorizar um ativo que só a gente pode preservar”, disse Montezano.

Ele colocou o BNDES à disposição das organizações voltadas para a preservação do meio ambiente alegando que o banco de fomento tem um histórico para tratar do tema porque desde 1991 tem um departamento voltado para a biodiversidade. “Esse histórico trouxe experiência para o banco. O Brasil tem toda a tecnologia e capital natural para liderar economia verde”, completou.

No entanto, de acordo com o presidente do BNDES, além da necessidade de investimentos direcionados para financiar a bioeconomia na região amazônica, é preciso entender as características da região e trabalhar em parceria com os habitantes da área e aproveitando seus conhecimentos.

“Tornar o país em uma bioeconomia passa pelo empreendedor da floresta sustentável”, disse o presidente do BNDES.

Montezano criticou o setor bancário brasileiro e incluiu na crítica a própria instituição que preside por ter negligenciado por anos a temática da bioeconomia. “O setor bancário negligenciou por anos a região amazônica”, disse, acrescentando que daqui para frente as empresas, o comércio mundial de modo geral, vão passar a correr não só apenas do lucro financeiro, mas também de ativos associados à preservação do meio ambiente, de uma economia sustentável.

A boa notícia, de acordo com ele, é que os clientes corporativos do BNDES estão muito interessados em investir e adquirir ativos verdes.

Fontes: Canal Rural