Convênios para três chamadas da Finep totalizam R$ 410,5 milhões

21/06/2017

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) deu início às comemorações dos seus 50 anos nesta segunda-feira (19), no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (RJ). Durante o evento, foram assinados convênios referentes a três chamadas da Finep: de Apoio Institucional; dos Centros Nacionais Multiusuários; e do CT-Infra. Ao todo, foram aprovados 171 projetos nesses editais, totalizando R$ 410,5 milhões.

O edital de Apoio Institucional é direcionado a projetos relevantes e prioritários de institutos de ciência e tecnologia (ICTs) em diversas áreas, para a manutenção e a consolidação do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCTI). A chamada busca prover condições mínimas para o desenvolvimento das atividades estratégicas de pesquisa científica e tecnológica do país.

A chamada dos Centros Nacionais Multiusuários tem como objetivo fomentar e fortalecer as unidades já estabelecidas de infraestrutura de pesquisa científica e tecnológica, de caráter multiusuário, e induzir a organização de novos centros nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil, por meio de melhoria da infraestrutura necessária ao seu desenvolvimento para que possam atuar como centros nacionais multiusuários em seus campos correlatos.

Já o CT-Infra foi criado para viabilizar a modernização e ampliação da infraestrutura e dos serviços de apoio à pesquisa desenvolvida em instituições públicas de ensino superior e de pesquisas brasileiras, por meio de criação e reforma de laboratórios e compra de equipamentos, por exemplo, entre outras ações.

De acordo com o presidente da financiadora, Marcos Cintra, a Finep vem desempenhando há 50 anos um papel de protagonista no desenvolvimento do Brasil moderno. “Nos últimos 15 anos, apoiou projetos de 59 universidades federais (94% do total de universidades federais brasileiras) e 39 estaduais (87% do total). Na outra ponta da cadeia, foi fundamental para ajudar a introduzir a cultura inovadora nas empresas brasileiras, o que ajudou o país a ser um dos principais players em segmentos como aeronáutica, agronegócio, mineração e exploração de petróleo em águas profundas”, destacou.

Para o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, não há país que tenha se desenvolvido e conquistado qualidade de vida sem investimentos públicos em ciência, tecnologia e inovação (CT&I). “Nossa prioridade é recuperar recursos para o setor, que não podem ser vistos como gastos, mas investimentos. Para isso, precisamos de mobilização e solidariedade da sociedade brasileira a fim de sensibilizar o governo. Mostrar a importância da Finep e dos projetos apoiados por ela é parte fundamental nesse processo.”

 

Homenagens

A financiadora também aproveitou a solenidade para homenagear 12 instituições que marcaram a sua história, como a Embrapa, a Fiocruz e a Embraer. Além das instituições, foram homenageadas 11 personalidades, como Helena Nader, presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o matemático Jacob Palis, o ex-ministro João Paulo dos Reis Velloso, Luiz Davidovich, presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), e Robson Braga de Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

“Em um país onde a memória é curta e efêmera, celebrar 50 anos da Finep e o impacto que ela teve, tem e terá na área de CT&I brasileira é motivo de grande orgulho”, afirmou Helena Nader, lembrando que os investimentos da agência em infraestrutura mudaram o perfil das universidades brasileiras.

Fonte: Agência ABIPTI