Tech Road buscará fundos para trazer investimentos ao Sul

12/05/2022

As cidades de Caxias do Sul, Curitiba, Florianópolis, Joinville e Porto Alegre firmaram um memorando para estabelecer as bases para uma cooperação mútua entre as partes em temas relacionados a valorização, fortalecimento e atração de novos negócios para a região Sul do Brasil, bem como a atração de talentos e de investimentos privados e públicos para as cidades pertencentes a esta região. A assinatura simbólica do acordo foi feita durante um painel durante o South Summit Brasil, evento de inovação internacional que acontece em Porto Alegre.

O memorando será base para instituição de um futuro programa de integração chamado Tech Road, para que juntas as cidades aumentem suas ações de atração, geração e retenção de negócios bem como de evolução de suas matrizes econômicas inovadoras e de base tecnológica, o que também contribuirá para o desenvolvimento social das cidades. Os municípios também querem mostrar a qualidade, quantidade e variedade das startups, trazer novos eventos, fortalecer os que já existem e trazer investidores como aportes maiores.

Juntas, as cinco cidades reúnem um contingente de 5 milhões de habitantes e uma densidade de talentos criativos que geraram mais de 3 mil startups e 20 mil empresas inovadoras que faturam juntas cerca de R$ 18 bilhões. “Esperamos que esse 4 de maio se constitua num dia histórico em que damos mais um passo para a região Sul ser conhecida como uma grande rede de redes de ecossistemas inovadores e que gera cidades capazes de fomentar e atrair talentos criativos e digitais em grandes quantidades”, declarou Luiz Carlos Pinto, secretário municipal de Inovação, que destacou as ações de transformação de Porto Alegre, como o Tech Road. Segundo ele, é preciso ter aliados na rota da inovação e é dentro desta lógica que a prefeitura trabalha. “Nosso desafio é transformar ciência em inovação. O poder público tem de pensar como pode remover obstáculos e ajudar nesta mudança”, afirmou o secretário, que também é coordenador do Pacto Alegre.

“Viemos discutindo a possibilidade de nos juntarmos enquanto cidades, pois elas têm características muito fortes na área de tecnologia. Oferecemos como diferenciais do Sul qualidade de vida, educação e saúde. É uma região diferenciada em que os prefeitos trabalham em conjunto pra trazer novos projetos e iniciativas”, manifestou, por vídeo, Topazio Neto, prefeito de Florianópolis. Adriano Silva, prefeito de Joinville, destacou os pontos fortes do município que exibe o maior PIB de Santa Catarina. “Joinville tem uma das maiores fundições de metal e uma das maiores indústrias de tubos e conexões. Isso tudo se dá através de um ecossistema de tecnologia e educação técnica e básica que prepara os jovens para o mercado de trabalho. Hoje todos os alunos da rede municipal têm aula de inglês desde o início para estarem preparados para o mercado de trabalho”, contou. “Quando fomos convidados a participar dessa rede de tecnologia, demonstramos o potencial da nossa cidade, que mesmo na pandemia teve crescimento de 10,3% em sua economia, graças ao ecossistema de tecnologia e indústrias lá sediadas”, completou.

A presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Cristina Alessi, que representou o prefeito Rafael Greca, saudou a iniciativa. “O prefeito Rafael Greca costuma dizer que aquilo que não se compartilha, se perde. Essa é a essência do que estamos fazendo hoje aqui, pois estamos compartilhando sucessos, potenciais, problemas e busca de soluções e de oportunidades. E não só entre as cinco cidades, mas entre pessoas. Ao nos unirmos, também ajudamos empresas e todo o Sul do país e o Brasil como um todo. Por parte de Curitiba, compartilhamos nossos resultados com a criação do Vale do Pinhão, um grande movimento de inovação que potencializou a inovação já presente na capital paranaense através de seu planejamento urbano e mobilidade”, ressaltou. Em entrevista ao Portal AMANHÃ, Cristina antecipou que representantes dos cinco municípios farão reuniões mensais com fundos de investimento. Na visão dela, os investidores costumam se voltar muito para o eixo Rio-São Paulo e não se dão conta do potencial que o Sul tem. “Vamos dar visibilidade para esse pool de cidades demostrando como o ecossistema do Sul é potente”, prometeu. Outra iniciativa será ter um programa compartilhado de educação para formar profissionais no campo da tecnologia.

Sebastião Melo, prefeito de Porto Alegre, se comprometeu a digitalizar todas as operações da prefeitura até a próxima edição do South Summit em 2023. “A pandemia nos trouxe dores e perdas, mas escancarou a falência da inovação dentro da máquina pública. Para uma cidade inovadora, precisa se ter vontade política e a inovação tem de ser para dentro e para fora. O termo assinado hoje vai potencializar as regiões que já têm iniciativas fundamentais para o município ser inovador”, declarou. Ao conceder entrevista para o Portal AMANHÃ, Melo declarou que o termo de cooperação pode ganhar a adesão de outras cidades do Sul. “Os prefeitos dos cinco municípios formarão um comitê para definir metas para incentivar a inovação e também fazer com que licenciamentos caminhem mais rapidamente”, antecipou. Melo também destacou o programa Creative, que reduziu as alíquotas de 5% para 2% do ISS, e fomentou o desenvolvimento de empresas de base tecnológica e instituições de ciência e tecnologia na capital gaúcha.

Fonte: Grupo Amanhã